Tuesday, July 11, 2006



"DESISTO

Desisto de ti porque até o amor tem limites, tem um fim anunciado, mesmo quando não acaba.
Desisto de ti com a mesma força com que amei e por isso tenho a alma rota, o coração guardado numa caixa, com fotos, cartas e outras coisas ridiculas. E aqui estou eu. E é como se fosse invisível esta dor insuportável que me aperta o peito e me fixa o olhar como se estivesse drogada, dopada e incapaz de ser mais do que esta representação de mim mesma.
Desisti de ti e comuniquei-o a todo o meu corpo. Disse à minha pele que esquecesse a tua, o teu perfume afinal nunca existiu e os meus ouvidos nunca reconheceram os teus passos na escada. Mas apenas a minha cabeça compreende perfeitamente esta decisão. O resto de mim foi-se embora e não sei quando voltará, porque leva tempo a habituarmo-nos à tua ausência, a mim e ao meu corpo e à minha alma. Quanta gente sentirá o mesmo? O amor é sempre igual, mesmo quando é diferente. A urgência do outro, do corpo do outro, da voz e sei lá que mais, tudo é igual em quem ama. Por isso a separação também é idêntica. E neste preciso momento uma boa parte da humanidade tem estes olhos vazios, este amargo na boca e aperto no estômago. É engraçado saber-me acompanhada por desconhecidos. É engraçado e irónico que entre essa multidão não estejas tu.
Desisti de ti e tu nem sequer o percebeste... Apenas um número de telemóvel retirado na lista, apenas alguém que te fez rir e ter prazer. É este o resumo da minha história. Engraçado, não é?"
(Luisa Castel-Branco)

QUANTA GENTE SENTIRÁ O MESMO...

26 comments:

justine said...

deixar de lutar não significa que tenhamos deixado de amar...
apenas a certeza de que tê-lo perdido...

um beijo
justine

João ao Lado do Mar said...

Eu sinto me no auge do amor,
pois nunca o tinha sentido em vida alguma...

Não desistas...
Ama e verás :)

um beijo ;)
tem um bom dia :)
deixa o sorriso entrar em ti :)

...Pedaços de Mim.. said...

não deixes de lutar pelo k krs!.não deixes de viver pelo que acreditas!!,não deixes de querer quem idealizas-te.!!,Força!!,mta coragem.bjinhos.DEsistir é morrer!.

saisminerais said...

Perder alguem que se amou é sempre acompanhado da mágoa, ficar ressntido/a é a coisa mais natural... Mas resumir a um simples apagar de um umero de telemovel!!!
Não, Não tem nada de giro mesmo, é sempre triste quando algo lindo se acaba, conheci na pele essa mágua e ela deixa sempre marcas.
Cada pessoa tem de saber por si quando o limite foi atingido...
Um beijo do Alexandre

dreams said...

não te ter comigo
é como não ter ar para respirar...
subitamente perder o solo onde pisar...

ao perder-te, perdi o gosto pela poesia...
e no entanto não consigo deixar de escrever...

como posso controlar o pensamento e deixar de pensar em ti...

sem ti a minha tristeza é imensa...
ela ofusca a luz do dia
e o brilho do sol...

resta-me apenas o silêncio...
e também ele reclama por ti...

sinto tanto a tua falta...

procuro-te em sonhos...
e é lá que te encontro...
já que a minha alma busca a tua
incessantemente...

como posso dizer que não penso em ti...
se espero o nascer do sol
para secar as lágrimas que teimam em cair...

amanhece o dia...
volto a chorar a tua ausência...

moras em mim...
mas sinto-me perdida sem ti...


para ti... com todo o meu carinho...

o que escreveste bateu fundo no meu coração... porque este poema é o meu sentir... mas mesmo assim, acredito em sonhos e vou lutar por eles...

um beijo doce * com carinho
“·.¸Dreams¸.·”

vero said...

Comecei a ler e nao consegui evitar as lágrimas... Desisto de ti... palavras k digo tantas e tantas vezes a mim propria há tanto tempo...
Beijinhos.... fica bem...****

AS said...

Um texto que revela uma angústia incontrolável, um desejo de fuga, um desencanto patente em cada expressão, em cada palavra! Sinto que compreendo. Mas nestes momentos dolorosos teremos que ser menos emotivos e mais racionais! Se achas que ainda vale a pena, não desistas! Vai á luta e acredita que tudo pode mudar!!!

Deixo-te o meu abraço

Velutha said...

deixar de lutar pelo amor? Nunca.
Beijinhos

Velutha said...

nunca desistas de lutar pelo amor mas se esse amor que tens por essa pessoa te está a desiludir, afasta-te, pensa, mas nunca desistas daquilo que nos faz gostar de cá estar: o AMOR.
Luta, luta, luta...
beijinhos

o alquimista said...

Que lindo é o teu espaço!...volto se não te impotares.

dreams said...

quem me dera que tivesses razão querida...

mas não...

:(

mas continuo a sonhar...

um beijo doce * de quem te adora
“·.¸Dreams¸.·”

Velutha said...

passei para te deixar beijinho grande.

Velutha said...

agradeço as tuas palavras. todas vós tendes contribuído para minorar a minha solidão. felizmente já lá vai
beijinhos

Tons Pastel said...

quanta gente desiste sem que o amor tenha acabado! Tantos!
A vida é cheia de encontros, desencontros e coisas inexplicáveis. beijos

dreams said...

li uma frase algures num email e gostei...

"se não teve um fim feliz, é porque ainda não terminou..."

um beijo doce * de quem te adora
“·.¸Dreams¸.·”

Dafne said...

Olá
O teu cantinho é bastante agradável.
Volto com mais tempo e convido-te a visitares o meu, onde serás sempre benvinda.
Um beijinho
Dafne

A.J.Faria said...

A vida é feita de momentos diversos, o importante é compreende-los e vivê-los!
Bjs

vero said...

Estou de volta... ;)
Beijinhos e obrigada pelo carinho***

 Maria Fernanda said...

tá todo mundo sujeito
o que é uma pena.

amar pode tornar-se ódio.
mas nunca o esquecimento!

belo blog :D

DE PROPOSITO said...

Andei por aqui e não desisto de cá voltar.
Fica bem.
Manuel

alfazema said...

minha querida amiga

Passei para te deixar um beijinho e ajudar a dar-te força para que nunca desistas de amar.
força. Agarra a vida.

rouxinol de Bernardim said...

Há tempo de coruja e tempo de falcão... dizia um rei. Há tempo de rosa e tempo de espinho, direi eu agora ao ler isto. será que fui ao âmago da questão?

Visita-me e comenta o meu blog...
Há que criticar pois a crítica é o aguilhão do engenho...

Maria Papoila said...

Por vezes a melhor solução é o afastamento…
Daquele problema, daquela questão mais delicada, daquela desilusão de amor. Parece cobardia, não é? Mas não. Não se trata de cobardia ou medo, trata-se de reconhecer os limites, os nossos limites. Quando já se fez tudo o que estava ao nosso alcance para que o problema, a dor, a tristeza passasse e mesmo assim, ela persiste, se calhar a solução mesmo é fazer uma pausa e esperar que o tempo ajude a sarar as feridas. E depois sim, voltar a elas para as tratar mais a sério...
Há que aceitar que nem sempre as coisas correm como gostariamos, que nem todas as pessoas sentem o mesmo ou têm a mesma opinião. Com muita calma, e com muita introspecção (sim, a meditação faz maravilhas a este nível!), arruma as ideias, vê bem o que podes deixar para trás e prepars bem a tua viagem, para que esta te proporcione paz, mais alegria e um horizonte mais luminoso!

Lê a Pregrina do Amor, no meu blog...

1 bjo de Papoila esvoaçante...e Acredita!

VM said...

Fantástico!
VeraM

Borboleta said...

Ironia do destino.. Acabei de ter um discussão horrivel com o amor da minha vida exactamente por causo disso, despois de ter desligado o telemovel, senti-me tão perdida, vim aqui procurar algo para me distrair e encontro percisamente isto. Não sei o que fazer...
No momento que me magoa só quero desistir e esquecer tudo, também acho que ha limites, mas mal sinto que o perdi, oh meu deus, meto tudo e causa, e tento ultrapassar, mas no dia seguinte volta acontecer o mesmo :|

CaioGarcia said...

Exatamente deste jeito me sinto agora.. ¬¬