Tuesday, February 13, 2007



Antes de ti
Tudo era diferente
Sorria, corria
Saltava contente
Mas com uma ferida
Que cedo nasceu
Tentava esquecer
O que era difícil
Lutava sozinha
Dos mais apartada
Porque a dor era minha
Comigo viveu
De noite chorava
Porque ninguém via
E as lágrimas aqueciam
Na noite fria
A dor que o destino
Não quis sarar
Hoje açoitada
Pelas agruras da vida
Curvo-me ao desespero
Caindo vencida
É noite…
Nem uma estrela
Brilha no céu
Nem um ruído
No distante horizonte
Também na minh’alma
Gélida e sombria
Caiu essa noite
Tenebrosa e fria

25 comments:

Amaral said...

Outra noite sombria!... Como tantas outras que vêm e vão...
É noite!... Se a estrela se esconde no céu é pra te visitar sem o sentires, é pra te dar colo sem o pedires!
Ao escuro da noite vai seguindo o claro azul que destapa a luz que ilumina a alma...

[[cleo]] said...

Olá!
O teu poema é muito triste.
Mas... não deixa de ser belo!
A vida é um imenso mar de emoções.
Umas alegres, outras nem tanto, mas devemos sempre lutar e prosseguir o nosso caminho, sempre de cabeça erguida.
Erguida para a vida!

Beijinho soprado

o alquimista said...

Fantástica imgem, sublime texto...uma vénia...e um...


Doce beijo

Alvaro Gonçalves said...

Oi meu doce anjo,

Adorei este teu poema, mas acheio um pouco triste, será que estás precisando de um ombro amigo?, se assim for conta comigo, pois estarei sempre contigo, meu anjo, minha amiga.
Te adoro.
Desejos de bom fim de semana e uma semana cheia de luz em teu coração.
Bjokas mil e xi - corações.

paula said...

Um poema cheio de sentimento e desespero ... Encontro em ti frases, expressões que podia encontrar em mim própria .
Tens poesia nas palavras e seguramente no coração . Só espero que esse poema não seja o espelho de ti , que sejas mais feliz do que essas palavras .
Já passaste pelo meu espaço e deixaste palavras de compreensão e apoio que me fizeram sorrir quando precisava tanto. Na verdade , ainda preciso ...
Antes disso, eu já tinha vindo até aqui, já tinha descoberto este blog com tanto sentimento e beleza .
Força para ti ...
Com carinho ,
Paula .

o que me vai no coração said...

não pude deixar de ler sem que uma lágrima caisse no meu rosto... Está muito sentido... emociona qualquer um..

Esta simplesmente lindo... bjos

Alvaro Gonçalves said...

Oi meu anjo,

Mais uma vez aqui passo para te ouvir e sentir, mas hoje não estás, apenas ficou o rasto da tua presença que tanto gosto e amo.
Espero que estejas melhor, e sabes que podes sempre contar comigo.
Desejo-te um lindo fim de semana e uma semana cheia de luz em teu coração maravilhoso.
Bjokas mil e xi - corações.

Göttlicher Teufel said...

antes de ti...

Lord of Erewhon said...

As praias desertas são como a alma à beira do deserto do ser.

Francieli Rebelatto said...

Olá!!!
Quanta tristeza nessas tuas entrelinhas, mas quanta poesia, quanta vida...

Assim também me sinto nesse dia em que chove torrencialmente lá fora e eu aqui tb tento esquecer, curar essa ferida...

Mas que nada, vamos viver a beleza de nossas poesias, mas ver se a vida fica menos sofrida...

Beijos e te cuida...

o alquimista said...

Nesta noite cai do céu a magia em gotas de diamante...cada gota aprisiona um querer, um sortilégio de luz...

Doce beijo

Keops said...

Existe a dor! Não a queiras afastar! Vence-a! Existe a noite, a escuridão, o silêncio o frio! Depois há o dia, o SOL, a música o carinho. Vive-os I N T E N S A M E N T E.

Entre linhas... said...

Tudo ´passa a ser diferente quando existe feridas e marcas que não se dissipamno tempo..

Adorei o poema ,lindissmo.
Será mais um espaço a visitar...

Beijinhos Zita

©õllyß®y said...

Triste poema forte sentir...gostei muito de te ler, meu rasto deixo e que a tristeza seja só um instante... meu blog principal:
http://olharindiscreto.blogs.sapo.pt/ serás bem recebida...
bjca

Amaral said...

Volto de novo, para mais uma partilha.

Poema bonito, mas doloroso e sofrido.
A tua alma não pode estar assim tão cheia de noite, tão fria e tão triste.
A tua alma é uma alegria escondida, iludida por um "destino" que se espraia pelo caminho ondulado.
A tua luta, que me move neste poema, é o pulsar duma vida em sobressalto...

[[cleo]] said...

Olá!

Voltei para te dizer uma coisa.
Olha lá para fora... o sol está tão brilhante!
Deixa-oentrar na tua pele e aquecer-te a alma!

Um beijinho soprado

Alvaro Gonçalves said...

Oi meu anjo,

Vim apenas dizer-te que sinto saudade daquela lágrima doce que sempre deixas aqui com a tua presença.
Desejos de bom fim de semana e uma semana cheia de luz em teu coração.
Bjokas mil e xi - corações.

Marlene Maravilha said...

Como disse o amaral, se a estrela se esconde no céu é pra te visitar sem o sentires, é pra te dar colo sem o pedires! Que lindo isso!
Parabéns! Lindo poema que mostra como está a alma.
abraços

Borboleta said...

Fiquei deveras sensibilizada com a tua forma de expressares os teus sentimentos...parabéns. *jinhos*

Luis Mendes said...

Belo poema!

O sumo extraido da melancolia só poderia dar neste tipo de poemas.

Presenteia-nos sempre com as tuas palavras escritas.

Obrigado pela visita :)

Luis Mendes

o que me vai no coração said...

cada vez que venho ao teu blog derramo uma "lágrima"..
Escreves coisas tao bonitas...

dá que pensar

beijocas

luna said...

depois da tempestade vem a bonança, por vezes tardia, mas deus escreve direito por linhas tortas..
beijinhos e bom fim de semana

olhos cor do lago said...

A noite pode ter caído, mas amanhecerá novamente.

A vida continua e nós também por cá vamos andando.

Beijos

olhos cor do lago said...

Então diz-me,
porque é impossível responder por outra via? Não percebi que resposta me querias dar ou que via querias usar...
Se eram os meios, tens o blog e o mail. Ou será que a noite ainda paira por aí, não deixando amanhecer para começares outro dia?

Bjinhos

olhos cor do lago said...

Além disso, deixas uma pessoa, assim, curiosa e depois nada... bazas assim, sem resposta...

ehehehehe

;-P